quarta-feira, 12 de outubro de 2016

Día de la Hispanidad - 12 de octubre

Estivesse eu a viver em Espanha e seria hoje, dia 12 de outubro, um dia feriado para mim!
Não é que não fosse bem vindo, mas... na impossibilidade de usufruir de todos os feriados, vou tentar dar a conhecer o feriado nacional de "nuestro hermanos" y esperar pacientemente pelo 10 de junho.


Día de la Hispanidad (Dia da Hispanidade)
Data festiva na qual se comemora o dia nacional da Espanha. Foi em 12 de Outubro de 1492 que Cristóvão Colombo, à frente de uma armada espanhola, descobriu a ilha de Guanahani (Bahamas), convencido de que tivesse chegado à Índia. Na verdade, descobrira um novo continente, posteriormente chamado América, em referência ao navegador italiano Américo Vespucio. A descoberta da América foi muito importante para a Espanha, pois possibilitou a expansão da língua e da cultura espanhola nas novas terras. Em Madrid, a celebração do Dia da Hispanidade costuma ocorrer na Praça de Colón, em que o Rei, juntamente com a Família Real espanhola e os representantes do poder de estado, assistem ao desfile militar.
http://www.soespanhol.com.br/conteudo/Curiosidades2_datas.php


E agora aceitas o desafio de saber qual o teu nível de cultura espanhola? Segue este link , responde às perguntas e comprova os teus resultados. Terás vários níveis ao teu dispor.

Les quichotteries - Yahoo Groupes:
https://fr.groups.yahoo.com/neo/groups/quichotteries/attachments/658159770?itemid=1484210042

terça-feira, 27 de setembro de 2016

Dia Europeu das Línguas - 26 de setembro

No Dia Europeu das Línguas a nossa escola acordou engalanada de muitas bandeirinhas coloridas, pintadas com muito cuidado por alunos do sétimo ano que chegaram este ano à nossa escola.
Fizeram descobertas, aprenderam sobre outros países e tomaram consciência da diversidade de línguas existente no espaço europeu. Ao reproduzir as bandeiras viajaram um pouco, levados pelos seus lápis de cor e apropriaram-se deste espaço que agora podem chamar de "nossa escola".
Infelizmente, alguns procuraram os seus trabalhos e não os encontraram porque o São Pedro levou alguns durante a chuvada de sábado... não fiquem tristes, é muito provável que ele tenha selecionado os melhores.






Por sua vez os alunos do secundário exerceram os seus talentos ao elaborar faixas por turma, em que escreveram "Dia Europeu das Línguas" nas várias línguas e em que deixaram falar a sua criatividade num trabalho artístico e colaborativo de grande impacto.








Outras turmas participaram com outros talentos. Foi o caso do 8ºD (os nossos músicos), em que alguns alunos ensaiaram o Hino à Alegria e animaram um intervalo com essa música agora tornada indissocíavel de qualquer cerimónia oficial da União Europeia ou outros eventos que de caráter  europeu. Para saber um pouco mais sobre esse hino e como chegou até nós segue este enlace.

A turma do 9ºA teve a responsabilidade de fazer a faixa grande com a frase " O Dia das Línguas é Para Todos" com letras recortadas para fazer o stencil e finalmente pintar com spray...  posso dizer que para alguns foi um verdadeiro desafio.



Todos colaboraram num verdadeiro espírito comunitário e se houvesse apenas uma palavra a destacar-se nesta atividade, diria que foi a ENTREAJUDA.
Foi um dia diferente e e tenho a certeza que não deixou ninguém indiferente. A escola é feita de aprendizagens claro, mas também de partilhas, de dias diferentes e recordações para mais tarde.

Se quiseres saber o porquê desse da celebração deste Dia, poderás ler algumas informações neste link e neste também.


quarta-feira, 27 de julho de 2016

Sonhos e Desejos

É bom relembrar alguns momentos de partilha, sonhos e desejos.
Esta atividade veio relembrar-me que os sonhos e desejos dos alunos de hoje não são diferentes dos de jovens de outras épocas. São desejos simples e objetivos louváveis.
A atividade foi feita em espanhol. Cada alunos criou o seu pequeno cartaz motivacional para que ficasse registado e não fosse perdido de vista, logo a seguir às férias de Natal, época em que cada um de nós se propõe realizar pequenas mudanças na sua vida e inicia o ano com a cabeça cheia de boas intenções.

Que se cumplan vuestros sueños.



O Dia dos Crêpes

Foi o dia mais ansiado pelos alunos do 9º ano. Celebrar o Dia da Chandeleur com uns deliciosos crêpes em que eles próprios trouxeram os ingredientes, confecionaram a massa e até os viraram na frigideira quando já familiarizados com a técnica.
A receita é simples e foi-lhes distribuída, em francês, com antecedência para que o vocabulário e as quantidades de cada ingrediente não oferecesse nenhuma dúvida capaz de estragar o resultado.
A receita ilustrada foi deste site.

A tradição de fazer crêpes neste dia 2 de fevereiro também foi explicada e aqui se pode consultar.

Se é um dia a repetir? Sem dúvida alguma!














segunda-feira, 25 de janeiro de 2016

Chandeleur, Dia 2 de fevereiro.

Este dia marca o regresso da luz depois das trevas do inverno. Em Portugal, dia 2 de fevereiro é dia de Nossa Senhora das Candeias, em França é a Chandeleur. Sim tudo relacionado com a luz, dias mais longos a caminhar para uma primavera que ainda vem longe, tão desejada. Venha a luz e o sol mas no entretanto fiz estes crêpes redondos e dourados, bem parecidos com o astro que tanto se tem feito desejar estes últimos tempos.
Este dia está relacionado com o equinócio de primavera que este ano terá lugar a 20 de março às 04h30 e marca o início da primavera, mas para saber mais sobre o assunto convido-os a visitar este site.
A receita dos crêpes é básica e cada um pode adaptar o recheio que mas gostar.
Nesse dia a tradição manda virar os crêpes segurando uma moedas de ouro na outra mão, para assegurar um ano em que o dinheiro não falte (apenas no caso de não deixar cair o crêpe, claro!). Por acaso acho que muitos de vós perderam a moeda de ouro, mas deve servir uma qualquer moeda reluzente...não perde nada em tentar e ainda tem uns dias pela frente para treinar.




 Massa de crêpes:
  • 200 a 250 g de farinha T55
  • 40g de manteiga derretida
  • 1 pitada de sal
  • 3 ovos grandes ou 4 pequenos (caseiros de preferência)
  • 1/2 litro de leite meio gordo + 150 ml de água (para ficarem mais leves, ou então tudo leite)

Muito fácil, se misturar tudo com uma varinha mágica para evitar os grumos.
Deixar repousar a massa pelo menos 1 hora.
Realize os crêpes numa frigideira anti aderente com bordas baixas, previamente untada com um pouco de óleo.
Sirva com doce, compota, molho de chocolate, fruta fresca ou outras delícias que a sua imaginação e gosto lhe ditar.

Bon appétit!

sábado, 4 de julho de 2015

Entrevista às Nossa Vencedoras

A nossa escola orgulha-se dos resultados da Ana Patrícia Bastos e da Joana Costa que participaram num concurso promovido pelo programa de prémios para incentivo de alunos estrangeiros ao estudo da Língua Alemã e assim ganharam a possibilidade de usufruir de uma experiência única de quatro semanas em solo alemão. Boa viagem meninas e mais uma vez, parabéns!


Foto tirada na Praça do Comércio, aquando da reunião preparatória da viagem.




O que vos levou a participar neste concurso?
A professora Glória Trindade falou sobre o trabalho e o gosto pelo alemão (Patrícia).

Em que consistia o trabalho?
Tínhamos de descrever um dia na país da União Europeia como residentes (Joana).

Tiveram muitas horas de trabalho para a apresentação final?
Sim, porque tive que refazer o trabalho duas vezes (Patrícia).
Uma manhã, mas dá sempre trabalho Joana).

Alguma vez pensaram que poderiam ganhar?
Ambas - Não, nunca pensámos.

Como reagiram à notícia de serem vencedoras?
Fiquei em estado de choque porque nunca me passou pela cabeça ganhar (Patrícia).
Muito surpresa Joana).

Em que consiste o prémio?
Vamos um mês para a Alemanha com tudo pago, Passamos duas semanas em casas de famílias de acolhimento e as restantes semanas em hotéis de várias cidades.

Acham que vai ser uma boa experiência? Valeu a pena participar?
Sim, até porque é sempre bom para o nosso currículo, uma vez que estamos a seguir o curso de línguas(Joana).

Consideram o alemão uma língua difícil?
 Não, só é preciso ter as bases certas e saber inglês também ajuda (ambas).

Quais são os conselhos que dão aos alunos que futuramente queiram participar?
Principalmente não terem medo de arriscar.

Entrevista realizada pelas alunas Rita e Mafalda do 8ºB, às duas alunas vencedoras do Concurso, alunas da professora Glória Trindade.
É de destacar que a nível nacional apenas cinco alunos são selecionados.