segunda-feira, 25 de janeiro de 2016

Chandeleur, Dia 2 de fevereiro.

Este dia marca o regresso da luz depois das trevas do inverno. Em Portugal, dia 2 de fevereiro é dia de Nossa Senhora das Candeias, em França é a Chandeleur. Sim tudo relacionado com a luz, dias mais longos a caminhar para uma primavera que ainda vem longe, tão desejada. Venha a luz e o sol mas no entretanto fiz estes crêpes redondos e dourados, bem parecidos com o astro que tanto se tem feito desejar estes últimos tempos.
Este dia está relacionado com o equinócio de primavera que este ano terá lugar a 20 de março às 04h30 e marca o início da primavera, mas para saber mais sobre o assunto convido-os a visitar este site.
A receita dos crêpes é básica e cada um pode adaptar o recheio que mas gostar.
Nesse dia a tradição manda virar os crêpes segurando uma moedas de ouro na outra mão, para assegurar um ano em que o dinheiro não falte (apenas no caso de não deixar cair o crêpe, claro!). Por acaso acho que muitos de vós perderam a moeda de ouro, mas deve servir uma qualquer moeda reluzente...não perde nada em tentar e ainda tem uns dias pela frente para treinar.




 Massa de crêpes:
  • 200 a 250 g de farinha T55
  • 40g de manteiga derretida
  • 1 pitada de sal
  • 3 ovos grandes ou 4 pequenos (caseiros de preferência)
  • 1/2 litro de leite meio gordo + 150 ml de água (para ficarem mais leves, ou então tudo leite)

Muito fácil, se misturar tudo com uma varinha mágica para evitar os grumos.
Deixar repousar a massa pelo menos 1 hora.
Realize os crêpes numa frigideira anti aderente com bordas baixas, previamente untada com um pouco de óleo.
Sirva com doce, compota, molho de chocolate, fruta fresca ou outras delícias que a sua imaginação e gosto lhe ditar.

Bon appétit!