quarta-feira, 9 de maio de 2018

Dia da Europa 2018

Mais uma vez se celebrou o Dia da Europa na ESAP. Este ano aprendemos mais a jogar.
O peddy paper foi dinamizado pelos voluntários Erasmus+ no âmbito da educação não formal.
Cada grupo passou por 4 jogos em que pudemos mostrar os nossos conhecimentos sobre a Europa, mas também aprender muito, ao mesmo tempo que nos divertíamos.
Alegria e divertimento não são inimigos da aprendizagem.

E até tirámos umas belas fotos!














terça-feira, 24 de abril de 2018

Ação Empowered Women

Na sexta-feira, 20 de abril, o Centro de Juventude de Águeda desenvolveu uma ação sobre Igualdade de Género com várias mulheres de referência do nossa concelho, nas mais diversas áreas. 


1 - Mulher no Poder Local – Dr. ª Elsa Corga – vereadora de educação e Juventude na Câmara Municipal de Águeda;
2 - Mulher no Mundo das Tecnologias – Dr.ª Susana Sargento (docente do Departamento de Eletrónica, Telecomunicações e Informática (DETI) e investigadora do Instituto de Telecomunicações (IT) da Universidade de Aveiro(UA), venceu o Prémio Mulheres Inovadoras da União Europeia 2016);
3 - Mulher na área Científica/ Investigação – Dr.ª Manuela Gomes (investigadora aguedense, vice-diretora do Grupo 3B’s – Biomateriais, Biodegradáveis e Biomiméticos da Universidade do Minho);
4 - Mulher na Educação – Dr.ª Sílvia Neves;
5 - Mulher no poder nacional – Dr.ª Carla Eliana Tavares – deputada na Assembleia da República;
6 - Mulher na Família – Dr.ª Luísa Coelho (Bela Vista);
7 - Mulher nas Empresas – Dr.ª Elisabete (Incubadora de Empresas de Águeda);
8 - Mulher na Solidariedade Social – Dr.ª Luísa Carvalho - CERCIAG;
9 – Mulher no Desporto -  Mónica Silva – Atleta aguedense;
10 – Mulher nas Letras – Maria Conceição Vicente – escritora aguedense;
11 – Mulher na Música – Dr.ª Margarida Reis – soprano aguedense.

Nesta ação participaram os alunos do 11ºG 1 e 2. 
A dinâmica da ação, numa conversa ao estilo World Café,  foi muito interessante e os nossos alunos mostraram-se muito empenhados ao questionarem as convidadas. Disseram terem aprendido coisas que desconheciam e tomado mais consciência do que é ser mulher na nossa sociedade. 







Sendo que esta atividade decorreu no Centro de Artes de Águeda, também tiveram a oportunidade de ver a exposição "Less is more" ,que aconselho a todos e a exposição de arte "Voar" Ambas são de entrada gratuita e vão fazer com que o dia corra sobre rodas.







sexta-feira, 23 de março de 2018

Maio 68, as ideias que inundaram a Europa



No dia 22 de março, os alunos do 9º ano assistiram e participaram numa atividade desenvolvida pelos voluntários erasmus+ em contexto de educação não formal. 

Visionaram um filme de que aqui encontrará o trailer e o resumo para depois se abrir o espaço ao debate, à troca de ideias sobre as consequências dos acontecimentos de Maio 68 no nosso próprio país e sobre a sociedade portuguesa.

Aprenderam, intervieram no âmbito do tema em debate, trocaram ideias... e a língua nunca foi um entrave!









sábado, 17 de março de 2018

Projeto de Educação Não Formal da Ronja


Estão quatro jovens europeus (Alemanha, Áustria, Itália, Espanha) no Centro de Juventude de Águeda no Serviço de Voluntariado Europeu ao abrigo do projeto VolunteersPoint, um projeto apoiado e financiado pela Agência Nacional Erasmus + Juventude em Ação. Uma das atividades que os voluntários desenvolvem é um projeto pessoal, onde cada voluntário pode pensar numa atividade que seja útil para o grupo-alvo com o qual trabalham. No caso dos voluntários, esse grupo-alvo são os alunos do secundário.

Em fevereiro, a voluntária Ronja Stief da Alemanha desenvolveu o seu projeto pessoal na Escola Secundária Marques Castilho e na Escola Secundária Adolfo Portela.
A voluntária Ronja desenvolveu um projeto sobre o uso da tecnologia no dia a dia e refletiu sobre como isso nos afeta em termos pessoais, políticos e de saúde.

Articulando o assunto com o desenvolvimento de técnicas de argumentação, a Ronja recorreu á educação não-formal para dar aos alunos o contacto com diferentes métodos. 

O foco das atividades foi desenvolver conhecimento adquirido através do debate e dinâmicas de grupo. Por exemplo, os alunos atiravam uma bola de um para o outro e a pessoa que tinha a bola tinha que dizer o que lhe vinha à mente sobre a tecnologia.

Os alunos tiveram também a hipótese de ter um curso intensivo de inglês com uma estrangeira, já que esta língua era o meio de comunicação e assim foi também abordada a importância de falar diferentes línguas. 

Na avaliação do projeto, os alunos mostraram satisfação e referiram a sua utilidade, pelo conteúdo e pela língua estrangeira. A Ronja acha que o bom trabalho é para continuar porque pretende capacitar os jovens de Águeda a serem a melhor versão de si mesmos!

As fotos também mostram que os alunos se divertiram!













terça-feira, 6 de fevereiro de 2018

Concurso Pilar Moreno 2018



Quando receberam a informação deste concurso, este grupo de meninas abraçou o projeto. A ajuda do Nicolás (voluntário de erasmus+) foi preciosa para limar algumas arestas linguísticas e dar-nos a conhecer a sua cidade natal: Sevilla.
Pesquisaram acerca da cidade e estabeleceram um programa cultural para três dias, escreveram o guião e fizeram este vídeo.
Independentemente do resultado, estão de parabéns, pela audácia e perseverança...nada pode acontecer de mau, só se arriscam ao bom.




sexta-feira, 2 de fevereiro de 2018

Chandeleur 2018

No dia 2 de fevereiro, os franceses festejam a Chandeleur, um hino aos crêpes dourados e aos dias mais longos.

A turma do 8ºE está de parabéns, com a ajuda dos voluntários  projeto Volunteers Point, Ronja StiefVeronica Bellisario, Johannes Schranz e Nicolás Casablanca Peregrina, fizeram crêpes et aprenderam vocabulário novo em inglês, italiano, alemão e francês.

Espreite aqui as fotos




sábado, 27 de janeiro de 2018

Viver a Europa

Os voluntários erasmus+ vieram à escola para vivermos a Europa em forma de jogo e que bem que jogou o 9ºE! Ficamos todos impressionados com os seus conhecimentos e pelo seu fair play.

Ora vejam aqui as fotos! Dá para ver que também se aprende com jogo e diversão?


Não foi a primeira vez que jogamos com os voluntários, para aprender. Aqui estão as fotos, desta vez com o 8ºE.

Foto de Psientífica.


Concurso Pilar Moreno 2018

Aproveitando a divulgação do Concurso Pilar Moreno 2018, decidimos que seria interessante ter a presença do Nicolas, voluntário Erasmus+ em Águeda, que nos veio falar da Andaluzia e apresentar a sua cidade natal, Sevilha, durante duas aulas.
A presença do Nicolas , em apenas duas aulas, tornou-se familiar. Os alunos já me perguntaram quando voltava...e eu tenho a certeza que será em breve, mas aqui vai o registo fotográfico final destas duas sessões com o 9ºD.



Cumbia

Aproveitamos a gentileza da Catarina (Coordenadora do Voluntariado Jovem Erasmus+) que nos propós vir ensinar os passos básicos da Cumbia, dansa tradicional da Colômbia. O entusiasmo foi grande e teve a adesão de todos...o difícil foi tirá-los do palco!

Dançar faz bem à alma e ao corpo(espreitem aqui no link)

O Dia dos Mortos

As celebrações e festas ao redor da morte é algo transversal ao tempo e ao espaço. Em Portugal é dia de finados e geralmente é um dia triste para quem relembra os que partiram.

Apesar de ser uma celebração de origem indígena, há relatos que os astecas, maias, purépechas, náuatles e totonacas já praticavam naquela época. São rituais que celebram a vida dos ancestrais nestas civilizações datam pelo menos há três mil anos, a festa durava em torno de um mês, geralmente o nono do calendário asteca. Com a chegada dos espanhóis, que ficaram horrorizados com essa cultura, mas que foram obrigados a aceitar a sua existência. De certa forma, acabou por ser uma mistura de cultura e religião espanhola com a indígena mexicana. A partir do século 16, nasceu o dia de todos os santos, no dia 01 de novembro e o dia 02, dia dos mortos.

No  Dia dos Mortos é celebrada a memória deles e acredita-se que os mesmos voltam para visitar suas famílias, por isso, eles enfeitam os túmulos, colocando velas e flores, junto com oferendas, transformando em uma homenagem. Este ano em particular há que destacar a saida do desenho animado " A vida é uma Festa,"em que o pequeno Coco, na sua viagem ao mundo dos mortos, vem divulgar esta festa muito peculiar.

Para os mexicanos pré-hispânicos, a morte não era uma tragédia, era parte do binômio vida-morte. Uma viagem que durava quatro dias para Mictlan, um lugar que não possui localização geográfica, mas tem governantes, chamado de o reino dos mortos desencarnados, ou o lugar os mortos, para descansar ou ser castigado. Lá não há luz ou janelas, é um lugar escuro e grande onde não se pode entrar e, quando se entra, não se pode sair por vontade própria. Nesse lugar, as almas reencontravam-se.

Atualmente, a festa dura em torno de 3 dias. Começa dia 3 de outubro e termina no dia 2. Nessa época acredita-se que as almas tenham autorização para sair de Mictlan e visitar os vivos e, por isso, são feito os altares.

Related image

No dia 28 de outubro se festeja quem morreu assassinado, ou de maneira violenta; nos dias 30 e 31 de outubro, as crianças que não foram batizadas, e no dia 1 de novembro todas as pessoas que tiveram uma vida impecável e as demais crianças. No dia 02, as famílias comem as oferendas colocadas nos altares das casas e visitam os cemitérios.

A UNESCO decretou em 2003, que a festa mexicana do Dia dos Mortos é Património Cultural Imaterial da Humanidade, devido a sua importância. O maior símbolo dessa festa é o altar feito para os mortos.

Nós ( 9ºD e E)  decidimos aderir e conhecer um pouco mais acerca destas celebrações.

Com a ajuda dos voluntários de erasmus+, pintamos as figuras típicas de las Catrinas (caveirinhas simpáticas), e fizemos vídeos onde recriamos este universo e a sua cultura.
















Día de los Muertos Bulletin Board Set.  Includes 12 pages and a bulletin board header.  Spanish version and version with word and image only.